Existimos como individualidade, mas ninguém vive só.

Não existe fé solitária. Vivenciamos a experiência de crer de forma comunitária. Harmonizados, nos tornamos um organismo. Como igreja, fazemos parte de um só corpo, o corpo de Cristo.

E como seria possível a cabeça desse corpo – sendo Jesus – caminhar por si, sozinha? A cabeça comanda o corpo, mas o corpo realiza as ordens da cabeça. Se uma parte do corpo se desliga do cérebro, ou não trabalha em harmonia com o restante do corpo, é impossível que haja ação. Essa rede de vida e dons é a riqueza da Igreja – o corpo de Cristo!

Como membros desse corpo, fomos “encaixados” uns nos outros para trabalharmos juntos. Se braços e pernas decidissem que não mais se movimentariam, por pensarem que, tendo tantos outros membros, o corpo não precisaria deles, esse corpo deixaria de andar e trabalhar para Deus, deixaria de se mover, de receber e dar cuidados, de abraçar alguém. Além de deixar o corpo sem ação, braços e pernas também atrofiariam, pois sua vitalidade está na sua ação.

Quando uma parte do corpo paralisa, as consequências afetam o corpo inteiro. Se os olhos não quisessem mais ver, o corpo vagaria de um lado para o outro sem saber a direção; o corpo todo não perceberia os milagres de Deus, de como a vida acontece em cada amanhecer e entardecer. Se os ouvidos, por ouvirem tantas injurias e maldições, preferissem se fechar, o corpo não ouviria a voz de Deus quando Ele decidisse falar, nem Sua doce música que acalma a alma aflita. Se a boca decidisse se calar por achar que não consegue dizer o que é certo, ou por não ter uma oportunidade de traduzir o que a cabeça deseja dizer, o corpo não se expressaria, a palavra de Deus não se manifestaria, não acalentaria alguém aflito, nem poderia agradecer uma benção, nem cantar cânticos de alegria ou simplesmente sorrir.

Você e eu fazemos parte de um lindo corpo, que pode conter algumas cicatrizes por causa dos erros de seus membros. Mas você é parte dele e precisa interagir com os demais que, como você, estão aqui para que Jesus se manifeste a atue. O momento é de trabalharmos em harmonia com a cabeça – Jesus – e nos colocarmos ao seu serviço.

Então quem é braço ou perna mova-se! Membros desse lugar dirijam-se até as pessoas necessitadas! Abracem! Ajudem! Deem suporte para que alguém não caia! Ajoelhem-se na presença de Deus em oração por alguém! Guiem os necessitados à casa de Deus!

Olhos, fixem seu foco naqueles que precisam! Chorem por eles! Se emocionem por causa do amor de Deus! Vejam e glorifiquem a Deus pelos milagres!

Ouvidos, ouçam a voz de Deus! Captem os problemas dos outros, e mesmo que não saibam falar, prontifiquem-se a ouvir e se importem com o seu próximo! Muitas vezes o silêncio também é uma forma de ajudar!

Boca, pronuncie a Palavra de Deus! Profetize coisas boas àqueles que a vida esteja ruim! Fale do amor do Pai! Espalhe boas novas! Diga que ama a Deus e declare também amor ao seu próximo! Cante! Louve! Sorria! Distribua beijos! Ore! Enfim, bendiga ao Senhor!

E você, a quem Deus chamou para fazer parte do Corpo de Cristo, se apresente! Sua ação é esperada e desejada! Seu talento nos tem feito falta.  Não fique de longe, nem apenas assistindo as coisas acontecerem – ou não. Mostre o que você pode fazer e faça.

Que parte desse corpo você é?

Onde você está nos fazendo falta?

Nós precisamos de sua presença para seguirmos em frente!

Apresente-se!

 

Kárita Aline A. M. Cardoso